Nota 2

Tem sido dias tão difíceis, mas ninguém é capaz de imaginar o tanto. Todos os dias são iguais, ou muito parecidos, a dor insiste em se fazer presente, e ninguém percebe. Todos estão ocupados demais com suas próprias dores, mas no final das contas não posso culpar ninguém, eu também sou assim. Muitos humanos, pouca humanidade.

Tão incapazes de entender os que estão a sua volta, incapazes de se colocar no lugar do outro. Não que isso seja tão difícil, é simplesmente falta de interesse, falta de humanidade. Esses somos nós, os próprios humanos.